Search
  • Betina Vargas C & T

O que viajar tem a ver com a descoberta de si mesmo?

Updated: Jun 5, 2018

Você nasceu e cresceu no mesmo lugar, e sonhava em viajar. De repente, você realiza seu sonho, mas a única coisa que mudou foram as fotos nos porta-retratos (isso se você se deu ao trabalho de imprimi-las, e não apenas compartilhou na internet)? Isso significa, que você não viajou para dentro, ao mesmo tempo que foi para “fora”.


Apesar de existir muita coisa linda para ser vista neste mundo - em absolutamente todos os países, de todos continentes - existe muito mais a ser descoberto e vivido. Quando estamos de coração aberto e vamos a algum lugar em que a ideia do que é apropriado, educado, ou até divertido, é diferente daquilo que conhecíamos, a gente começa a entender que as regras sociais são apenas um jogo.


É bacana saber jogar (a vida fica mais fácil e divertida quando a gente sabe), mas, fica mais claro que, aquilo que a gente vê como verdade e o que a gente acha que tudo o mundo esta vendo também, é relativo.


E o mais legal, é que a gente não vê o quanto é relativo apenas de um povo a outro, mas se dá conta de que, cada ser humano, é realmente único. Assim, você consegue olhar para si mesmo, de maneira mais profunda e aceitar que, de repente, você gosta de algo que não é o convencional onde você cresceu, mas que, as vezes, o é em algum outro lugar do mundo. Você consegue perceber atitudes e comportamentos que você pode decidir implementar na sua vida e, assim, se tornar uma pessoa melhor.


Uma vez, li um artigo em uma revista Italiana sobre o quanto o programa Erasmus (onde estudantes de um país europeu vão estudar em um país vizinho), ajudava a acalmar as rivalidades e aumentar o respeito pelos costumes alheios. Gosto de pensar, que isso se deve ao fato da pessoa aprofundar o conhecimento de si mesma, primeiro, e, a partir de então, consegue ver no "estranho" um pouco de si mesmo. Se não fosse de dentro para fora, seria apenas julgamento, e não, empatia.


Viaje, mas o faça sendo observador - observador dos outros e também de si mesmo. A sua viagem vai ganhar muito mais valor.



Betina Vargas